Saladinhas

Posted On março 1, 2009

Filed under Uncategorized

Comments Dropped 3 responses

Não sei porque, mas de quando em vez me bate uma vontaaaade de comer uma salada! E não basta ser apenas salada, tem ter que molho e ser decorada, tem que ter um Q de eu desejo. O problema é ter que picar tudinho pra comer e tals, preguição. Então resolvi colocar tudo no processador! Desta vez não vou passar uma receeeeita, porque, afinal, você pode por o que quiser na salada, a dica é colocar tudo no processador, fazer um molhinho e decorar.

Eu fiz um molho de parmesão, misturei numa tigela:

– um pote de iogurte desnatado (200 ml)

– parmesão ralado a gosto

– salsinha a gosto

– meio sachê de tempero para frango (qualquer sazon ou do tipo)

– uma colher de sobremesa de shoyo

– uma colher de sopa de mostarda francesa (com os grãos)

Salada sensação

salada-sensacao-13

Para a salada da foto acima coloquei em volta batatinhas sensação azeite de olíva e ervas finas


Bolinhos de Chuva

Posted On fevereiro 27, 2009

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

Hoje me exarquei dos pés aos ombros. Tá, tô exagerando, nos ombros foram só uns respingos d´água. Mas que fiquei ensopada, isso sim. Ainda estraguei minha sandália, quer saber, nunca compre sandálias na Colcci, ficadica. Minhas duas sandálias novinhas desbotadas e descascadas. Enfim, sapatos ensopados enxercados à parte, vos trouxe hoje uma coisa boa que a chuva me lembrou:

Bolinhos de Chuva

bolinho-de-chuva-5


No meu livro chic de culinária dizia “Fritters”, mas oi, todo mundo sabe que são os inconfundíveis bolinhos de chuva da vovó. Na verdade, minha avó nunca os fez pra mim, mas a avó de uma amiga fez certa vez. Blablabla, vamos à receita:

Massa

175 g de farinha

1     colher de sopa de açúcar

1/4   de colher de chá de sal

1      colher de sopa de fermento seco

100 ml de água

100 ml de leite

1/2 colher de chá de essência de baunilha

Misture a farinha, o açúcar, o sal e o fermento em uma tigela e faça um buraco no meio. Despeje água e comece a misturar aos poucos. Quando parte dos ingredientes estiver bem misturados junte o leite e continue a mexer lentamente. Acrescente a baunilha por último.

Bata a massa com firmeza até ficar lisa e elástica. Cubra com filme plástico ou uma toalha levemente úmida. Deixe descansar até dobrar o volume.

Calda de Mel

Dissolva 100 g de açúcar em 100 ml de água e ferva por 2 minutos. Junte o suco de 1/2 limão e 175 g de mel. Espere ferver e tire do fogo.

1 – Bata bem a massa até ficar lisa e elástica – sua textura deve ser viscosa e flexível. Cubra a tigela e deixe descansar em lugar quente até dobrar de volume

2 – Aqueça bastante óleo a 190ºC. Mergulhe 2 colheres de metal emágua fria, tire o excesso de água – assim a massanão grudará nelas. Pegue a massa com uma das colheres e epurre-a para o óleo com a outra colher.

3 – Deixe-os até ficarem estufados, crocantes e dourados. Escorra-os em papel absorvente (papel toalha). Sirva-os em seguida com a calda de mel morna.

Dicas:

♦ você pode substituir a calda de mel por açúcar e canela, só passar os bolinhos na mistura, como a gente já é acostumado

♦ não faço vários bolinhos de uma vez porque eles grudam uns nos outros e viram um bolo feio e gigante (sim, já fiz isso rs)

♦ de acordo com livro, você pode fazer de outros sabores como limão ou groselha:

Limão: junte as raspas de 1 limçao, 50 g de casca de limão cristalizada e 1 colher de sopa de açúcar à massa e misture bem antes de deixar crescer. Polvilhe com açúcar antes de servir.

Groselha: junte 50 g de groselha e raspas de 1 limão à massa e mistura bem antes de deixar crescer. Polvilhe co açúcar e sirva com fatias de limão – o suco acentua a mistura dos sabores.

Linzertorte

Posted On fevereiro 26, 2009

Filed under Uncategorized

Comments Dropped leave a response

linzertorte-41

Eis que minha grande aventura culinária se inicia de fato quando no Natal ganhei o melhor presente que poderia desejar naquele dia, um super livro de receitas, e não um qualque, um apenas de sobremesas!

A partir dai decidi tirar fotos e compará-las com a do livro. Tá, mentira. O  objetivo era fazer meu próprio livro de receitas.

E cá estou, publicando as receitas pra vcs (se é que alguém lê esse blog, rs)

Hoje, a receita da vez é a Linzertorte (apenas um nome complicado pra designar torta entrelaçada de frutas vermelhas, tipo americana)



Linzertorte


linzertorte-91

Massa

100 g  de amêndoa moída

100 g  de açúcar de confenteiro (se não tiver, bata no liquidificador o açúcar refinado)

1     colher de chá de canela em pó

5     colheres de chá de água

560 g  de manteiga sem sal amolecida

600 g  de farinha

Geléia de framboesa

500g de framboesa

450g de açúcar

50g de glicose

35g de pectina

Modo de preparo

Misture a amêndoa, o açúcar, a canela e a água com a manteiga. Junte a farinha sem trabalhar demais a massa. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos.

Cozinhe a framboesa com 225g de açúcar até reduzir e amolecer. Junte o açúcar restante, a glicose e a pectina. Deixe levantar fervura, tire do fogo e espere esfriar.

Forre uma fôrma de 23 cm com metade da massa e ponha a geléia. Cubra com uma treliça de massa, pincele com gema e água e asse a 180ºC por 45 minutos até dourar. Polvilhe com açúcar e volte ao forno por 5 minutos. Deixe esfriar.

Cobertura em treliça

1 – abra a massa para a treliça num círculo de diâmetro igual ao da torta. Corte tiras de 1,5 cm de larguta.

2 – disponha as tiras sobre a torta com espaços uniformes e sem uma mesma direção

3 – em direção oposta, à primeira fileira, teça as tiras alternadamente (em cima e embaixo)

4 – umedeça a borda da torta, e aperte as tiras para que grudem, cortando o excesso da massa.

Fonte: Sobremesas e suas técnicas, Le Cordon Bleu – Academie D’art Culinaire de Paris – 1895

linzertorte-131

Dicas:

pectina? oiq? também achei estranho, porque não sou uma cozinheira com muita experiência.Como fazer pectina:

1 copo de pele branca de laranja(descaque e vai ver a parte branca, tire o miolo da fruta, sobre essa capinha branca, sim, dá trabalho)

3 copos de água

Descasque a laranja retirando a pele branca. Moa a pele branca na máquina de moer carne ou liquidificador. Para cada copo junte 3 copos de água Leve para ferver por 20 minutos. Coe e aproveite o suco.

ai meu Deus! Não consigo fazer a tal treliça. Nem eu querida, não consegui. Se conseguir, me avisa! Mas então, eu fiz o seguinte, assei a massa aberta, depois cortei as tiras e coloquei na torta, em vez de entrelaçar fiz tipo um xadrez. Uma camada de tiras sobre a outra, na direção oposta.

não tenho framboesa. Não tem problema! Essa da foto levou uma geléia de frutas vermelhas e uma de amora, compradas no mercado mesmo, adicionei um pouco de suco de limão, o que deu uma quebrada no doce.

não se esqueça de usar uma forma desmontável, porque nas convencionais é mais difícil desenformar a torta, embora não seja de fato impossível. A da foto foi numa convencional, entretanto, suas bordas ficaram quebradas na hora de desenformar.


Cookies

Posted On fevereiro 22, 2009

Filed under Uncategorized

Comments Dropped one response

Chegando a época do natal eu queria presentear meus amigos com biscoitos natalinos, e pensei em fazer isso à moda americana, entretanto, não tinha nenhuma receita em mãos. Pedi para uma tia minha, que mora nos Estados Unidos, me mandar uma receita tradicional. E cá está a receita.  Sofreu algumas modificações que a tornou ainda mais gostosa. É a que mais faço, porque é simples e rápida, grande sucesso entre amigos. rs

Cookies Americanos

final-123

ingredientes

3/4   xícara de margarina (80% de lipídeos)

2     xícaras de açúcar mascavo

1     xícara de açúcar cristal

2    ovos

2   xícaras e 2 colheres de servir de farinha de trigo especial

1 colher de sopa de fermento em pó

1 colher de chá de sal

1 colher de chá de essência de baunilha

gotas de chocolate a gosto (podem ser lascas de chocolate também)

modo de fazer

Bata a margarina e os açúcares numa batedeira (de preferência planetária, porque as convencionais podem não aguentar um massa pesada). Acrescente os demais ingredientes, com excessão das gotas de chocolate, e bata bem. Quando a massa estiver homogênea e no ponto de enrolar com a mão, coloque as gotas de cholate e misture tambem. Faça bolas com diâmetro de 3 a 4 cm e coloque-as numa forma untada, dê uma achatadinha nelas e  deixe uma distância de uns 4 a 5 cm entre cada bolinha. Asee num forno aquecido a uma temperatura de 150º a 180º por 15 a 20 minutos. Não deixe dorar muito,  e retire da forma assim que tirar do forno, ou o biscoito se quebrará depois.

dicas:

♦ quem não tiver uma forma própria para cookies (aquelas que quase não têm bordas), pode usar uma forma convecional virada, como eu faço

♦ você pode fazer os cookies em qualquer formato que quiser, para tanto corte-os em forminhas do formato desejado e ponha para assar, caso não fique ainda como você quer, pode cortar novamente, mas assim que sair do forno!

♦ você pode substituir a essência de baunilha pelo licor que quiser

♦ você pode substitur as gotas de cholate por confetes, ou seu chocolate preferido

qualquer dúvida, só postarem aí, estou aqui para ajudar!

Devaneios Culinários

Posted On fevereiro 19, 2009

Filed under Uncategorized

Comments Dropped one response

E eis que a poesia (sapocomgeleia.worpress.com) por si só não se satisfez em se apossar de mim, a culinária também quis seu espaço. Sei que sempre adorei cozinhar e desde pequena media uma xícara de farinha para mamãe, ou separava algumas claras de suas gemas.

Enfim, hoje em dia meu hobby é a cozinha, e meu objetivo é compartilhar com os amantes da culinária um pouco da minha experiencia culinária, e claro para postar as fotos que tiro de tudo que ando cozinhando.

Sem mais,

Bom apetite!